---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

Administração
Prefeito Barella lança programa Avançar Marema

Publicado em 14/08/2019 às 11:39 - Atualizado em 14/08/2019 às 11:41

Moradores das ruas beneficiadas com reperfilagem asfáltica foram recebidos na manhã desta quarta-feira (14), no gabinete do Prefeito Adilson Barella. O objetivo do encontro foi lançar o Programa Avançar Marema. Nesta primeira etapa, a iniciativa prevê pavimentar parte das Ruas Ipiranga e Pedro Álvares Cabral. As obras serão executadas com recursos próprios do município.

Os trabalhos de instalação de tubulação para drenagem pluvial já foram executados. Nesta semana, a Prefeitura vai nivelar terrenos para construção de calçadas e meios-fios. A conclusão dessa etapa das obras está programada para o final de setembro. Inicialmente mais de 30 famílias devem ser beneficiadas.
Conforme o Prefeito Adilson Barella, “o Avançar Marema é uma grande ação do Governo Municipal, tendo em vista que a gestão pública atua de maneira consciente, fazendo economia financeira e agora pode executar obras com recursos próprios”. Por outro lado, Barella lamenta que o programa está sendo adotado para suprir uma pequena parte dos benefícios que o município teria, caso a Câmara de Vereadores tivesse aprovado o Avançar Cidades - um programa que previa o asfaltamento, construção de calçadas e a instalação de iluminação pública em todas as ruas não pavimentadas do município, sem nenhuma contrapartida financeira dos moradores.
Ainda em 2018, Marema, juntamente com diversos municípios da região, foi contemplado pelo programa Avançar Cidades, do Governo Federal. O investimento seria de R$ 2,8 milhões, do Ministério das Cidades e da Caixa Econômica Federal, com prazo de pagamento de 20 anos pelo município, com juros de 6% ao ano. “Elaboramos projetos e documentos, cumprimos critérios e tivemos a felicidade de ter a aprovação dos órgãos federais. Estava tudo certo para recebermos os investimentos, da mesma forma como hoje estão sendo aplicados por cidades como Entre Rios, Bom Jesus, Abelardo Luz e outras. No entanto, a maioria dos vereadores maremenses não concordou que a cidade recebesse esses investimentos e que houvesse avanços em mobilidade urbana. O projeto teria possibilitado atender a todos, dando acesso igualitário a todos os cidadãos, deixando de privilegiar somente aqueles de áreas centrais. A nós, restou acatar a decisão. Mesmo assim, não deixamos de lamentar que a consequência disso é o travamento do desenvolvimento local,” avalia o Prefeito.
Os recursos agora investidos poderiam ser usados em outras áreas do município, caso tivesse sido aprovado o projeto pelos vereadores, mas não foi essa a vontade política do legislativo, notadamente daqueles que tiveram posicionamento contrário.