---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

Administração
Marema fomenta desenvolvimento econômico com Cidade Empreendedora

Publicado em 11/02/2020 às 13:27 - Atualizado em 11/02/2020 às 15:06

Fomentar o comércio local, aprimorar os pequenos negócios, diversificar as atividades econômicas e incentivar o empreendedorismo são alguns dos objetivos da Prefeitura de Marema, no oeste catarinense, que lançou oficialmente, nesta semana, o Programa Cidade Empreendedora – Basic, no Centro de Múltiplo Uso. A iniciativa será desenvolvida pela Administração Municipal e pelo Sebrae/SC até 30 de dezembro de 2020.

“Acreditamos que o Programa Cidade Empreendedora é uma oportunidade para levarmos informações aos empresários do comércio, da indústria e das cadeias produtivas locais para que estejam preparados para enfrentar os desafios do mercado e possam ampliar a produção e agregar renda às famílias. Desta maneira, o município será cada vez mais forte e proporcionará mais qualidade de vida à população”, analisou o prefeito Adilson Barella. O dirigente também instigou a participação dos empresários com sugestões de melhorias para o desenvolvimento local.

De acordo com o secretário de administração Pitágoras Argenti, atualmente, o município tem dois mil habitantes, sendo aproximadamente 63 microempreendedores individuais (MEIs) e 30 CNPJs ativos. “Esse projeto é importante para o apoio do setor empresarial, seja com acesso às informações, amparo do Sebrae, maneiras sistêmicas para quem deseja empreender e divulgação de oportunidades aos pequenos negócios”, enfatizou.

O Programa Cidade Empreendedora - Basic é uma versão compacta com foco na atuação da aplicação da Lei Complementar Federal 123/06 (Lei Geral da Micro e Pequena Empresa – MPE). Em Marema serão desenvolvidas ações com base em quatro eixos principais: aprimoramento de lideranças ou atores do desenvolvimento, adequação dos procedimentos para promover a desburocratização, implantação da Sala do Empreendedor e melhoria dos processos de compras governamentais.

Conforme o gerente regional oeste do Sebrae/SC Enio Albérto Parmeggiani pelo programa serão disponibilizadas oficinas de aperfeiçoamento para quem tem uma ideia de negócio, mas, não sabe se é viável e para quem possui um empreendimento e precisa avançar na gestão. Outro exemplo é preparar os pequenos negócios para participarem de processos licitatórios dos órgãos governamentais e adequar a legislação municipal para que contemplem as micro e pequenas empresas. “Incentivaremos os empreendedores a aproveitarem as oportunidades, pois a cada R$ 1 de compras públicas locais ou regionais a circulação econômica é de mais de R$ 1,70. Os pequenos negócios precisam aprender esse caminho dos certames, uma vez que o mercado das compras governamentais é amplo e de potencial às pequenas empresas. Além disso, motivaremos a busca pelo avanço do desenvolvimento econômico, assim progredirmos no próximo ano com projetos mais avançados”, antecipou.

Após o lançamento ocorreu reunião (kickoff meeting) para definição dos elementos básicos do programa, do planejamento das ações e da aplicação do diagnóstico do município.

 

 

 Matéria: MB Comunicação


Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar